Vale da Trave Terra das Ervanárias

...assim se denominou pela relevância e pelo peso que assume o comércio das plantas para fins medicinais, cosméticos, alimentares e ornamentais, sendo esta designação a nossa imagem de marca territorial.

O pastoreio

Caprino e ovinos ainda pastam livremente pelos terrenos baldios.

Gruta do algar do Pena

O Centro de Interpretação Subterrâneo da gruta do algar Pena é um dos melhores locais para compreender os segredos das grutas. Esta cavidade está localizada nos terrenos baldios administrados por esta Assembleia de Compartes, tendo sido descoberta em 1983. É composta por um poço vertical de 35 metros (algar) que conduz a uma sala gigantesca de 105 mil metros cúbicos. A gestão desta gruta é da responsabilidade do Parque Natural das Serras de Aire e Candeeiros.

Capela do Vale da Trave

Obras de beneficiação e requalificação da Capela do Vale da Trave apoiadas pelo Conselho Directivo.

Pinhal-manso da cruz de Valdemar

Plantado pelos Serviços Florestais do Antigo Regime, na década de 70 do século XX, este pinhal de pinheiro-manso, com cerca de 7 ha, é das poucas manchas florestais que não arderam na nossa serra que restam do período áureo dos Perímetros Florestais.

Pinhal do Baldio

Novas arborizações na Cabeça da Gorda, Vale das Pias, Covão Cego e Cabeço da Lapa, num total de 15 ha de Pinhal-manso.

Rede Viária Florestal

Entre a construção, alargamento, corte da vegetação das bermas e beneficiação da plataforma toda a rede viária da Assembleia de Compartes encontra-se operacional.

Lagoa do Vale da Trave

Projecto de requalificação da lagoa do Vale da Trave

segunda-feira, 28 de maio de 2018

Memória e identidade, a pedra de toque do futuro

Realizou-se no dia 27 mais um Dia Comunitário, um dia idealizado pelos órgãos sociais da Assembleia de Compartes do Baldio para que todos os Valetravenses se juntem em confraternização e promovam o orgulho da sua terra e das suas gentes. Este ano foi diferente, saímos para fora, para Castelo de Vide ver como outros preservam a sua cultura. Por lá, fomos muito bem recebidos pelo Presidente do Município de Castelo de Vide, o senhor António Pita, que nos agraciou no salão nobre da Câmara Municipal e nos proporcionou a excelente companhia do senhor Carolino Tapadejo, historiador há quarenta anos de Castelo de Vide, que foi o nosso guia desta visita cultural. A todos os que nos receberam e acompanharam, agradecemos e um bem haja.
De Castelo de Vide levamos todos mais conhecimento da história desta vila e de Portugal, bem como muito boas recordações, mas não deixamos de registar a frase do senhor Carolino que mais significado teve para nós, Valetravenses, que lutamos, ano após ano, pela afirmação dos lugares do Vale da Trave na sua cultura comunitária em torno dos terrenos baldios. Diz o senhor Carolino: "Um povo sem memória e sem identidade não tem futuro". Efetivamente, a memória reporta-nos para a nossa história e para as nossas raízes com as quais temos que saber projetar o futuro, já a identidade é marca indelével que nos diferencia dos demais. O título deste post não podia ser outro que não assunção desta realidade.
Obrigado Senhor Carolino.
Obrigado Senhor Presidente António Pita














































terça-feira, 8 de maio de 2018

Dia Comunitário 2018 - visita a Castelo de Vide

Dia Comunitário, 2018
O Conselho Directivo decidiu optar este ano por um formato diferente no que diz repeito à comemoração do Dia Comunitário.
Assim, vai o mesmo realizar uma excursão a Castelo de Vide no dia 27 de Maio, dando seguimento a uma opção inscrita no Plano de Actividades já há algum tempo, e que tinha como objectivo proporcionar aos Compartes o contacto com outras realidades e outras populações deste país.
Deste programa faz parte uma visita guiada aos principais pontos turísticos da vila, proporcionada pela Autarquia Local, antecedida de uma recepção no Salão Nobre da Câmara Municipal.
Esta excusão, é totalmente gratuita, incluindo o almoço, para todos os Compartes interessados, e seu agregado familiar. Solicita-se no entanto que, no espírito do Dia Comunitário, cada um leve um lanche para partilharmos na Barragem de Póvoa e Meadas, antes do regresso.
Dada a necessidade de coordenar as acções de, garantia de transporte bem como as questãoes estratégicas a desenvolver por quem no destino nos vai receber, em função do número de pessoas inscritas, pede-se a vossa especial colaboração no sentido de se inscreverem o mais breve possível, de preferência até ao dia 15, independentemente de, na nossa comunicação 1/2018 termos apontado o dia 20 como data limite das inscrições.
Nota: a partida terá lugar às 07:00 horas, junto à Associação, estando o regresso previsto para as 19:00 horas.


fonte: retirado daqui


sábado, 10 de dezembro de 2016

Bom Natal e Feliz Ano Novo de 2017


quarta-feira, 9 de novembro de 2016

Inauguração da obra do Rochio do Barreiro do Casal d'Além


No âmbito das comemorações do 10.º aniversário da constituição da Assembleia de Compartes do Baldio do Vale da Trave, Casal d’Alem, Covão dos Porcos e Vale de Mar, o Conselho Diretivo inaugurou, no passado dia 6 de novembro, a obra de requalificação do rochio do Barreiro do Casal d’Além, procedendo à recuperação/construção e valorização dum conjunto de estruturas de património construído vernacular, como: o barreiro, as covas de bagaço e a picota, enquadrando o mesmo num amplo espaço de lazer equipado com parque de merendas com assador.
Do programa constou a realização de uma missa campal, celebrada pelo pároco da freguesia de Alcanede - Padre António Vicente, e pároco da freguesia de Abrã - Padre António Pereira, seguido da inauguração do espaço, com o descerramento de uma lápide comemorativa do evento e a entrega de certificados de reconhecimento público a pessoas cujo envolvimento muito contribuiu para o enriquecimento da obra, terminando a cerimónia num lanche convívio aberto a toda a comunidade dos lugares do Vale da Trave e Cortiçal.
Marcaram presença no evento, o presidente da Câmara Municipal de Santarém, Ricardo Gonçalves, a presidente da Junta de Freguesia de Alcanede, Cristina Neves e vários elementos do executivo, o presidente do Conselho Diretivo dos Baldios de Valverde, Pé da Pedreira, Barreirinhas e Murteira, Virgílio Vitório, bem como outros representantes de organizações e empresas convidadas.
A valorização dos recursos endógenos dos lugares do Vale da Trave associado à marca territorial do “Vale da Trave - Terra das Ervanárias” como estratégia de desenvolvimento local, foi aprovada em Assembleia de compartes, onde a vertente da requalificação e valorização do património cultural é uma das várias vertentes de investimento.
O embelezamento dos espaços comunitários são obras que enchem de orgulho a população dos lugares do Vale da Trave, pelo que o Conselho Diretivo agradece a todos os compartes que colaboraram na realização desta obra e deste evento.

Certificados de reconhecimento público entregues a:
1.       António Pereira dos Santos;
2.       Elísio Ribeiro,
3.       Familiares de António Francisco Louro;
4.       Familiares de José Louro Azinheira (Zé Padeiro);
5.       José Paulo Alves,
6.       Manuel Ferraria Gabriel,
7.       Maria Natércia Constantino,
8.       Paulo Agostinho
9.       Virgílio de Jesus.




















                                   Foto: Carlos Coelho



                                              Foto: Carlos Coelho







                       
                                  Fotografias de António Pinela