Vale da Trave Terra das Ervanárias

...assim se denominou pela relevância e pelo peso que assume o comércio das plantas para fins medicinais, cosméticos, alimentares e ornamentais, sendo esta designação a nossa imagem de marca territorial.

O pastoreio

Caprino e ovinos ainda pastam livremente pelos terrenos baldios.

Gruta do algar do Pena

O Centro de Interpretação Subterrâneo da gruta do algar Pena é um dos melhores locais para compreender os segredos das grutas. Esta cavidade está localizada nos terrenos baldios administrados por esta Assembleia de Compartes, tendo sido descoberta em 1983. É composta por um poço vertical de 35 metros (algar) que conduz a uma sala gigantesca de 105 mil metros cúbicos. A gestão desta gruta é da responsabilidade do Parque Natural das Serras de Aire e Candeeiros.

Capela do Vale da Trave

Obras de beneficiação e requalificação da Capela do Vale da Trave apoiadas pelo Conselho Directivo.

Pinhal-manso da cruz de Valdemar

Plantado pelos Serviços Florestais do Antigo Regime, na década de 70 do século XX, este pinhal de pinheiro-manso, com cerca de 7 ha, é das poucas manchas florestais que não arderam na nossa serra que restam do período áureo dos Perímetros Florestais.

Pinhal do Baldio

Novas arborizações na Cabeça da Gorda, Vale das Pias, Covão Cego e Cabeço da Lapa, num total de 15 ha de Pinhal-manso.

Rede Viária Florestal

Entre a construção, alargamento, corte da vegetação das bermas e beneficiação da plataforma toda a rede viária da Assembleia de Compartes encontra-se operacional.

Lagoa do Vale da Trave

Projecto de requalificação da lagoa do Vale da Trave

quarta-feira, 24 de junho de 2009

Missão e Valores


A Assembleia de Compartes do Baldio do Vale da Trave, Casal de Além, Covão dos Porcos e Vale de Mar, é uma organização de cariz comunitário, sem fins lucrativos, que administra terrenos baldios e desenvolve actividades em prol da melhoria das condições das comunidades que a integram.


MISSÃO
Da UNIÃO nasce a FORÇA para construir os alicerces do FUTURO da nossa comunidade.

VISÃO
Combater o despovoamento da comunidade promovendo o Desenvolvimento Local a partir da valorização e exploração sustentada dos recursos endógenos dos terrenos baldios, assente na denominação "Vale da Trave, Terra das Ervanárias".

VALORES
  • Orientação para a igualdade, democracia, cidadania, liberdade de opinião e expressão, promovendo a satisfação e o envolvimento dos compartes nas Actividades Comunitárias;
  • Criação de valor, melhorando continuamente o desempenho da organização, criando emprego e valor patrimonial;
  • Responsabilidade, respeitando princípios de desenvolvimento económico, social e ambiental sustentável;